Logotipo
  • 21 96499-7191
  • anagea@anagea.org.br
  • Rio de Janeiro Rio de Janeiro
Foi fundada, à Rua Tabatinguera, 192, no centro da cidade de São Paulo, a ANAGEA
Fundação da Associação Nacional dos Gestores Ambientais – ANAGEA

O  dia 16 de fevereiro de 2008 tornou-se uma data histórica.
Foi fundada, à Rua Tabatinguera, 192, no centro da cidade de São Paulo, a ANAGEA – Associação Nacional dos Gestores Ambientais.
O evento contou com 63 participantes vindos de diversas cidades do Estado de São Paulo, Sorocaba, Votorantim, Salto, Mairiporã, Campinas, Guaratinguetá, São Caetano, entre outras.

A reunião foi presidida e iniciada pelo representante do Comitê Eleitoral, Sr. José Francisco Ribeiro Neto, que congratulou a iniciativa e firmou seus apoios aos assuntos relevantes ao objetivo da Associação.
Em seguida, o segundo vice-presidente da ANAGEA, o Sr. Fransueldo Pereira da Silva, expôs as origens e os objetivos da Associação, dando exemplos de problemas ambientais, desde referente ao Poder Público quanto a sociedade, onde o gestor tem papel fundamental e aptidão profissional para criar alternativas que mitiguem seus impactos ambientais.
Após, o advogado Sr. Dr. Luis Carlos Laurindo, que auxiliou a associação em sua gestação, destacou a importância de iniciativas pioneiras dentro do processo de consolidação das profissões emergentes, estimulando os presentes com suas sábias palavras de incentivo.

O evento contou com a presença do vereador Jessé Loures, do PV de Sorocaba, e calouro da turma 2008 do curso de Tecnologia em Gestão Ambiental.
Na seqüência, o vice-presidente da ANAGEA, o Sr. Alexandre Robim, destacou a criação dos cursos acadêmicos de Gestão Ambiental para atender as necessidades do País e a importância da luta pela regulamentação da profissão, pois o mercado de trabalho ainda não conhece o Gestor Ambiental. O papel da Associação, entre outras coisas, é justamente o de divulgar a profissão e lutar pelo espaço do gestor, deixando clara as suas devidas funções e habilidades.
Depois foi a vez do Presidente da ANAGEA, o Sr. Leo Urbini, expor os objetivos pragmáticos da Associação, onde ressaltou a importância da identidade ideológica do Gestor Ambiental na sociedade e as emendas sugeridas ao Projeto de Lei que regulamenta a profissão de ambientalista e cria o Conselho Brasileiro de Ambientalismo (COBAM).

A ANAGEA tem como função principal canalizar todas as necessidades e ensejos do profissional de Gestão Ambiental numa única voz, forte, ativa e influente, exigindo o reconhecimento da profissão e lutando pelos interesses que se fazem necessários a todos os profissionais desta área.

Atuação